Logo Artesp Rodovia

24/05/2017 - Artesp

Delegação de representantes de órgãos responsáveis pela implementação de estradas em Moçambique visitou Artesp e conheceu detalhes do programa de rodovias sob concessão em São Paulo. Intercâmbio teve apoio do Banco Mundial

A Artesp - Agência de Transporte do Estado de São Paulo recebeu, nos dias 22 e 23 de maio, uma delegação formada por técnicos representantes da Administração Nacional de Estradas (ANE) e do Fundo de Estradas (FE) de Moçambique que vieram ao Brasil para conhecer o sistema de concessões rodoviárias do governo do Estado de São Paulo. A visita ao Brasil tem apoio do Banco Mundial.

Na manhã da segunda-feira (22/5), o diretor Geral da Artesp, Giovanni Pengue Filho, fez uma apresentação detalhada sobre a atuação da agência durante as diferentes fases de implantação do programa de concessão no estado. Para ele, a oportunidade de partilhar seu conhecimento como administrador da agência reguladora mais respeitada do Brasil com um país de outro continente foi uma experiência bastante especial: “Ao longo desses 15 anos de atividade da Artesp, conquistamos a credibilidade de empresas e dos cidadãos em relação ao gerenciamento de projetos que colocaram 19 rodovias concedidas do Estado de São Paulo dentre as 20 melhores do país”, diz o diretor da Artesp citando o ranking 2016 da CNT (Confederação Nacional dos Transportes). “São resultados que se mostram importantes não apenas em nível nacional, mas também internacional, o que é comprovado por esta visita da delegação de Moçambique”, completa.



Na tarde do dia 22, o grupo visitou o Centro de Controle Operacional da concessionária Colinas – que administra cinco rodovias paulistas – e teve a oportunidade de conhecer uma das praças de pedágio da SP-075, em Indaiatuba. Na manhã do dia 23, os técnicos visitaram a concessionária Ecovias – que administra o sistema Anchieta-Imigrantes –, onde conheceram seu Centro de Controle Operacional e obtiveram várias informações sobre a construção, pavimentação e manutenção das rodovias.

Os técnicos ficaram impressionados com a qualidade dos 6,9 mil quilômetros de pistas sob concessão no estado de São Paulo e dos valores de investimento envolvidos, e sabem que têm um grande trabalho pela frente, a fim de implementar em Moçambique – onde apenas 400 km de rodovias estão sob concessão – uma gestão que siga um modelo de sucesso semelhante ao do governo paulista.

Segundo Marco Vaz dos Anjos, diretor geral da ANE, a visita a São Paulo cumpriu a missão de troca de experiências e uma profunda aprendizagem na implementação e gestão deste tipo de contrato: “Vimos muitas coisas, como os trabalhos das concessionárias, como elas funcionam, e como se relacionam com a Artesp. Gostamos de ver a forma como cada concessionária assegurou seu investimento. E como é importante a resposta das concessionárias e da Artesp aos usuários, buscando a melhoria contínua das rodovias e dos serviços. Acredito que, com essa visita temos material suficiente para, com passos lentos e progressivos, implantar em Moçambique um sistema de concessão eficiente como o que vimos aqui”, diz.



______________________________
ARTESP - Assessoria de Imprensa
(11) 3465-2104 / 2105 / 2364
artespimprensa@artesp.sp.gov.br
www.artesp.sp.gov.br